Realidade aumentada é a inserção de um objeto virtual em uma cena real. Isso é possível graças a um código de programação que “conversa” com uma câmera e uma tela. Assim, quando a câmera é apontada para uma imagem que o código reconhece, o programa insere na tela um elemento que não está na paisagem de forma concreta.

Para entender melhor, basta lembrar do Pokémon GO, case mais conhecido de RA. A aplicação tem várias localizações mapeadas e registradas no código de programação. Para cada uma delas, é atribuído um personagem do jogo. Assim, quando a câmera é apontada para uma dessas localizações, o programa a reconhece. Imediatamente, um personagem é exibido na tela.